CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150

Amar Assist anuncia novo gestor comercial

Marcelo, traz mais de 25 anos de experiência atuando com gestão executiva e desenvolvimento comercial e operacional

de Amar Assist , 18 SETEMBRO de 2020

imagem
A Amar Assist, empresa que mais cresce no setor funerário, tem conquistado, além de milhares de novos conveniados, colaboradores cada mais vez mais competentes e compromissados. Reforçando o time de gestores com um notório especialista em vendas, meios de pagamento e mercado securitário, é com muito orgulho que anunciamos o Marcelo Leonardi como nosso Novo Gestor Comercial de canal B2C.


Plano Funerário Familiar

Cuide bem de quem você ama.


Com mais de 25 anos de experiência atuando com gestão executiva e desenvolvimento comercial e operacional, Marcelo liderou destacados projetos de afinidade, vendas e de educação e bem-estar para o público sênior 50+. Além disso, o Novo Gestor Comercial da Amar Assist, dirigiu times comerciais de corretoras internacionais e seguradoras de enorme destaque no Brasil, como: Marsh, Aon Brasil, Cigna e BNP Paribas Cardif.

"É uma grande satisfação trazer para a Amar Assist os conhecimentos e experiências acumulados ao longo da minha história profissional no segmento de seguros massificados, sabendo que chego a uma empresa sólida, progredindo muito em escala e estruturada com o que existe de mais moderno em vendas e gestão digitais de seguros e assistências.", disse Marcelo.

Bruno Gallo, CEO da Amar Assist, comenta: “O Leonardi chega para integrar o time de gestores da Amar num momento único, quando comprovamos toda resiliência do nosso modelo de negócio, superando a pandemia causada pela Covid19 e gerando soluções únicas, focado em estruturas que comunicam e, de fato, praticam inovação, com muita inteligência, ética e responsabilidade num cenário econômico de pleno dinamismo de soluções e meios de pagamento, sem a burocracia e gargalos de operações viciadas em processos ineficientes e sem a cultura do investimento / evolução digital.”