CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 4007-2851

O que fazer para superar a dor da perda

É possível superar a dor da perda sem deixar para trás as lembranças vividas? Descubra como, lendo o artigo

O que fazer para superar a dor da perda

 

Independente da crença de uma pessoa, a perda de alguém querido proporciona uma dor a nível profundo, ter que ajustar a vida com a ausência da pessoa que tanto amamos não é das tarefas da vida a mais fácil.

No entanto, surge um questionamento: o que fazer para superar a dor da perda? É possível recomeçar?

Especialistas afirmam que sim e mais, eles avaliam que o luto é uma fase importante que envolve a negação, a raiva e a tristeza, mas que, tende a se concluir com a aceitação e é esta aceitação que faz toda a diferença na superação do luto após a perda de um ente querido.

Como superar a dor da perda?

Não existe um tempo certo nem regra quanto o assunto é a superação, para a Psicóloga e especialista em Saúde Mental Sandra Midori, cada pessoa tem uma maneira particular de lidar com o luto.

Há pessoas que relatam um vazio profundo após a perda do ente querido, outras acabam entrando em depressão. É um assunto complexo. Avaliamos que a morte pode gerar crises em nossa própria existência, relata.

Por outro lado, a psiquiatra suíça Elisabeth Kubler-Ross, enxerga o luto como uma maneira diferente para se encontrar o verdadeiro sentido da vida, para nos tornarmos pessoas melhores.

A Psiquiatra que trabalhou por muitos anos com pacientes em fase terminal destaca que:

É importante que pacientes, familiares e amigos compreendam que a morte pode ter um sentido simbólico transformador, dentro e fora de nós mesmos.

Para ela, uma boa maneira de superar a dor da perda é escrever sobre esta dor, já para outras, uma boa opção é recorrer a cartas de despedida, filmes, orações ou algum vinculo religioso que possam ser favoráveis.

Fases emocionais do luto

Negação

Esta é a fase inicial do luto, no primeiro instante, é natural que ocorra a negação, a pessoa costuma se fechar para o mundo e não aceita de forma alguma a ideia de que aquela pessoa querida se foi para nunca mais.

E duro ter que aceitar e conviver com a nova realidade, no entanto, a negativa só prolonga o sofrimento e distância a pessoa cada vez mais da superação.

Revolta

Após a fase da negação, a pessoa já está mais conformada que de fato terá que adaptar sua vida sem a outra, é neste momento que entra a revolta, misturada com uma raiva do que aconteceu e pelo fato de não poder ter feito nada para evitar o ocorrido.

Negociação

Após passar pela fase da negação e da raiva, a pessoa entra no estágio chamado de negociação, nesta fase ela começa a pensar em possíveis soluções para dar continuidade a sua vida.

É um período de acordos internos, em sua maioria, essas negociações estão voltadas a questões religiosas.

Melancolia

Grande parte das pessoas possui uma mistura de sentimentos: melancolia misturada com a culpa, impotência e desesperança, é nesta fase que algumas pessoas entram em depressão necessitando de alguma intervenção médica.

Sabemos que para chegar ao período da aceitação existe um longo processo, para isso,  listamos algumas coisas que você pode fazer para passar mais rápido por esses períodos.

    Não se culpe
•    Adapte-se à nova rotina
•    Desenvolva sua Inteligência Emocional
    Compartilhe seus sentimentos
•    Evite se isolar
•    Reorganize sua vida sem pressa
•    Não se sinta culpado por ficar triste
•    E nem por voltar a ficar feliz
•    Ajuda profissional as vezes é necessária

Aceitação

Esta é considerada a fase final do luto, é um período em que a pessoa consegue ter uma visão mais ampla e aceitar o fato.

No lugar do desespero entra a serenidade, neste período, a pessoa encara a situação com mais consciência.

No entanto, sabemos que enfrentar as fases do luto, não é tarefa fácil e requer muita paciência e acima de tudo tempo.

Dar tempo ao tempo, o luto se manifesta de maneiras variadas, de pessoa para pessoa.

É importante que esta dor seja respeitada.

A associação de clubes de serviços, Rotary internacional, produziu uma Cartilha de Orientação à família enlutada, com o objetivo de auxiliar os familiares no momento do luto.



Você deseja conhecer nossos planos? Preencha o formulário abaixo!

informe um email válido
informe um telefone válido

DEPOIMENTOS

Nossos clientes falam por nós: somos reconhecidos pela excelência no atendimento e prestação de serviços de forma humanizada.

Ver todos os depoimentos

NOSSOS PARCEIROS

Conheça nossa ampla rede credenciada em todo o Brasil.

Logo Carregamento