CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150

Conheça a história e serviços do Crematório Vila Alpina!

Você conhece a história do Crematório Vila Alpina? Saiba mais

de Amar Assist , 23 SETEMBRO de 2020

Em primeiro plano da imagem temos uma urna metálica está sobre umas folhas verdes; de fundo temos algumas pessoas vestidas de preto.
A perda de um ente querido envolve sempre muitas emoções e também decisões que precisam ser tomadas rapidamente. O sepultamento é uma dessas questões: é preciso, por exemplo, decidir sobre o sepultamento tradicional ou a cremação.


Plano Funerário Familiar

Cuide bem de quem você ama.


Se cremar for a decisão da família, também será necessário escolher o local. Nesse momento, o Crematório Vila Alpina é uma opção que merece ser considerada, seja pelos serviços que oferece, pela assistência garantida aos familiares ou, até mesmo, por sua história. Afinal, ele foi o primeiro crematório do Brasil.

Para conhecer melhor a história e os diferenciais do Crematório Vila Alpina, continue a leitura!

{formulario}

O processo de cremação

Por muitos anos, a cremação foi considerada um tabu em nossa sociedade, imaginada de uma forma cruel e muito longe da realidade. Mas é preciso lembrar que essa é uma técnica milenar, muito utilizada pelos gregos e romanos.

De acordo com Everaldo de Oliveira, sócio e Diretor Operacional da Amar Assist, hoje em dia o serviço tem sido cada vez mais procurado e os motivos para tal procura são inúmeros. Conheça alguns deles:

  • a despedida acontece de forma mais tranquila e menos traumática, restando apenas as boas lembranças do ente querido e não imagens do sepultamento;
  • de forma geral, a cerimônia é mais econômica, especialmente quando são contabilizados os custos com o jazigo e as taxas do cemitério;
  • é evitada a exumação, que geralmente deve ocorrer após 3 anos do falecimento — além de traumático, de fazer reviver o luto e dos gastos gerados, os familiares precisam definir o destino dos restos mortais;
  • permite uma bonita homenagem, com as cinzas sendo colocadas em um local que foi especial para a pessoa e para os seus familiares;
  • a cremação é mais higiênica e ecológica, pois evita problemas sanitários e a infecção do solo — um problema que deve ser considerado diante das situações ambientes dos dias atuais.
Vale lembrar que durante a pandemia do coronavírus, por exemplo, a cremação foi vista como uma alternativa eficiente para evitar a disseminação da doença, protegendo todas as pessoas envolvidas com o corpo — como funcionários envolvidos no sepultamento e familiares.

A história do Crematório Vila Alpina

O Crematório Dr. Jayme Augusto Lopes, conhecido popularmente como Crematório Vila Alpina, foi projetado por Ivone Macedo Arantes — arquiteta do Departamento de Cemitérios da Prefeitura de São Paulo.

Localizado no Jardim Avelino, zona leste da cidade de São Paulo, foi o primeiro crematório do Brasil e também da América Latina e até hoje é considerado um dos maiores do mundo.

Cada detalhe do Vila Alpina foi cuidadosamente planejado para acolher os familiares e entes queridos, especialmente por meio da arquitetura e do paisagismo. O espaço de cerimônias, o teatro, a capela e o amplo parque arborizado transformam o crematório em um ambiente que também atende como uma área de lazer, trazendo tranquilidade para o momento.

Além disso, o Vila Alpina é uma referência da arquitetura moderna brasileira e, sobretudo, da influência e trabalho do arquiteto moderno Vilanova Artigas.

A estrutura do local

Ao entrar no Vila Alpina, os familiares e amigos sentem-se realmente participantes de um momento bonito, em que uma homenagem tranquila e não traumática vai ocorrer.

Na sala ecumênica, as arquibancadas são dispostas em forma circular em torno do espaço dedicado ao corpo. Em um primeiro momento, ele é disposto no ascensor localizado no pavimento inferior e, em seguida, elevado para a sala de cerimônia — uma representação da elevação da alma ao céu.

Essa cerimônia tem uma duração média de 15 minutos e são permitidas exibições de áudio e vídeo, além do compartilhamento de imagens em tempo real via internet.

Depois dessa cerimônia de despedida, o corpo segue novamente para a parte inferior do edifício, onde estão os equipamentos utilizados na cremação. Para os participantes da homenagem, o momento está finalizado e é chegada a hora de descansar, relaxar junto à natureza nas próprias dependências do local ou seguir para casa.

No procedimento final, o corpo segue para uma câmara fria e aguarda um período entre 24 e 84 horas para a cremação, devido a questões religiosas ou legais. No Vila Alpina, são realizadas cerca de 25 cremações diárias (exceto durante a pandemia de coronavírus, quando os números aumentaram). E as cinzas podem ser retiradas dez dias após a cremação.

Os serviços oferecidos

Além de toda a estrutura arquitetônica e paisagística que merece destaque, Everaldo enaltece a história do Crematório Vila Alpina.

Mas mais do que ser tradicional e um verdadeiro ícone, o local oferece serviços que transformam a homenagem em um momento singelo e tranquilo para as pessoas ali presentes.

Entre os serviços oferecidos, estão:

  • cerimônia de cerca de 15 minutos;
  • apresentações de coral, orações e músicas previamente escolhidas para a cerimônia;
  • administração dos serviços.
Vale lembrar que durante a pandemia de coronavírus as cerimônias estão canceladas.

A popularização da cremação

Nos últimos anos, os cemitérios públicos de todo o país têm enfrentado o problema de superlotação. Assim, não é incomum que nesse momento já tão doloroso a família ainda se depare com a dificuldade de encontrar um local para o sepultamento — mesmo que esse seja um direito que deve ser garantido a todos.

Os cemitérios particulares também não são a opção de muitas famílias, tendo em vista os custos com o jazigo, as taxas de administração e os desgastes que podem ocorrer com a exumação (tanto emocionais quanto financeiros).

Por todos esses motivos, Everaldo cita a previsibilidade de que, futuramente, os crematórios sejam corriqueiramente erguidos.

O Crematório Vila Alpina apresenta, em sua edificação, uma sensibilidade rara, especialmente quando comparado a outros locais que prestam o mesmo tipo de serviço. Mais do que um espaço com referências à morte, ele é um local projetado para a reflexão, a recordação e a despedida, da forma menos traumática possível.

Cuidadosamente projetado em meio à natureza, o ambiente é um local único de paz e respeito aos que partiram e também aos que ficam. Afinal, a vida e a morte devem ser contempladas com um sentimento de paz e é isso que todos ali presentes encontram.

Para saber mais sobre o Crematório Vila Alpina, desde a sua estrutura até os serviços prestados, custos e o procedimento de cremação, acesse o site do local.


Artigos Relacionados