EM CASO DE ÓBITO: 4020-2358 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150
Empresa Amiga do Idoso!
Ao enviar os seus dados para saber mais sobre o nosso Plano Funerário Familiar, automaticamente, você faz uma doação para o Instituto Velho Amigo.

Viagens de autoconhecimento: Roteiros para relaxar o corpo e a mente

Viajar pode transformar sua vida e curar dores emocionais. Veja 12 destinos

Viagens de autoconhecimento

Você conhece o “Mito da Caverna” escrito por Platão (o filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga)? Neste texto, o autor nos estimula a imaginarmos uma caverna onde prisioneiros vivem desde a infância. Esses encarcerados estão com as mãos amarradas em uma parede, logo, eles só conseguem enxergar as sombras do mundo real. A parede da caverna, as sombras e os ecos são tudo o que esses homens conhecem da vida.  

Um belo dia, um dos cativos é libertado e, ao encontrar a saída da caverna, ele se assusta ao se defrontar com o mundo exterior. A luz solar embaça a sua visão e ele se sente desconfortável. No entanto, aos poucos, os seus olhos se acostumam com a claridade e ele se deslumbra com a beleza da natureza. 

Consequentemente, ele percebe que aquelas sombras, que ele acreditava ser a realidade, eram apenas cópias imperfeitas de um pequeno fragmento da existência humana. Diante dessa situação, o prisioneiro se depara com uma escolha: voltar para a caverna e libertar os seus companheiros ou viver a sua liberdade.  Provavelmente, ao retornar para a caverna, ele sofreria ataques de seus companheiros, que o chamariam de maluco e se recusariam a sair daquele lugar. 

Você já parou para pensar que, às vezes, nós também fugimos da verdade? Se olhar no espelho não é uma tarefa simples. Normalmente, esse processo é doloroso. Por isso, é mais fácil viver para sempre dentro da caverna. 

Mas hoje estamos aqui para te incentivar a percorrer o caminho do autoconhecimento! Você quer embarcar nesta aventura? Então, continue a leitura!

O que é autoconhecimento? 

Você já deve ter escutado milhares de vezes a palavra “autoconhecimento”. Porém, você sabe o que isso significa? De acordo com a psicologia, autoconhecimento é o conceito empregado para retratar as informações que um indivíduo encontra quando se questiona: “Quem sou eu?”. Resumidamente, é um método que envolve uma compreensão mais profunda sobre nossos sentimentos e a forma como nos comportamos diante da vida. 

Falar sobre plano funerário ainda é um tabu, porém, imprevistos acontecem. Saiba como se planejar financeiramente!

Por que pensar nisso?

O crescimento pessoal e o profissional caminham lado a lado com o autoconhecimento. Quando nos conhecemos a fundo, conseguimos equilibrar todas as áreas da vida. Esse domínio emocional, proporcionado pelo autoconhecimento, impede que apresentemos baixa autoestima, inquietude, frustração, ansiedade e instabilidade emocional. 

Além disso, o autoconhecimento faz com que tenhamos mais estrutura para lidarmos com situações adversas, tais como, desemprego, críticas, término de relacionamento e frustações. Isso ocorre porque o conhecimento de si próprio não dá prioridade ao que o outro diz. Fora isso, apenas quem reflete sobre si mesmo, caminha com segurança e determinação. Os demais são levados pelos acontecimentos do dia a dia, exatamente como diz uma certa música: “deixa a vida me levar. Vida leva eu”. 

Ao desenvolver o autoconhecimento, você dominará: 

  • Suas virtudes e fraquezas
  • Seus interesses e gostos 
  • Seus medos e bloqueios
  • Suas crenças e valores

Como desenvolver o autoconhecimento? 

O processo de se autoconhecer não é tão simples quanto trocar de roupa. Mas há diversas técnicas e exercícios que promovem o autoconhecimento. Algumas ferramentas são: 

  • Meditação
  • Livros de autoconhecimento 
  • Psicoterapia
  • Viagens 

Listamos abaixo alguns roteiros de viagens que auxiliam no autoconhecimento. Confira!

Chapada dos Veadeiros – Goiás 

Além do contato com a natureza, a Chapada dos Veadeiros traz aquela sensação de estar longe do resto do mundo. Situada no estado de Goiás, esse destino fica a cerca de 400 km de Goiânia. Normalmente, os turistas se hospedam em São Jorge, região onde se localiza a entrada para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. 

Esse local é um importante berço hidrográfico nacional e possui lindas paisagens naturais com diversas cachoeiras e paredões rochosos. A Chapada dos Veadeiros apresenta desde passeios mais calmos, como observações de pássaros, massagens e meditações, até os mais radicais, tais como, rapel e tirolesa. 

Se você deseja um passeio esotérico, visite o paralelo 14, linha imaginária que atravessa o Machu Picchu, no Peru. A Chapada dos Veadeiros está sobre uma enorme placa de quartzo e, de acordo os místicos, esses fatores protegem a cidade de desastres naturais e oferecem boas vibrações. Por esse motivo, milhares de pessoas buscam a região para meditar ou para terem um contato com extraterrestres.

Juazeiro do Norte – Ceará 

Juazeiro do Norte é a segunda maior cidade do estado do Ceará e um dos locais de maior peregrinação religiosa do mundo. Conhecida como “Nova Jerusalém”, Juazeiro é a cidade natal de Padre Cícero, o padre católico que inspirou todo o Nordeste. Ainda que você não seja católico, conhecer Juazeiro do Norte é uma experiência magnifica, pois a trajetória e o legado do “Padim Ciço” são um exemplo de fé e dedicação. Seguramente, esse local mexerá com os seus sentimentos e a sua espiritualidade.

Três Coroas - Rio Grande do Sul

​​Se você deseja visitar um lugar de paz, o templo budista Khadro Ling de Três Coroas é uma excelente escolha. Esse local fica na Serra Gaúcha, na cidade de Três Coroas, e proporciona atividades de meditação e concentração. Os retiros têm como objetivo apresentar a cultura tibetana e seus princípios. Além disso, esse espaço oferece reeducação alimentar. Mergulhado na natureza e no silêncio, você se sentirá mais sereno e mais entrelaçado ao que realmente é fundamental. 

Catas Altas - Minas Gerais

Apontado como um local de penitência, de reclusão e de arrependimento dos pecados, atualmente, o Santuário do Caraça é um espaço de espiritualidade erguido em meio às montanhas de Minas Gerais, na cidade de Catas Altas. Ponto perfeito para uma viagem de autoconhecimento, já que não há sinal de celular nem Wi-Fi. Quando o sol se esconde por trás da montanha, os pássaros se escondem na copa das árvores e um pequeno grupo de lobos-guarás surge para comer no pátio da igreja. 

São Thomé das Letras – Minas Gerais 

Considerada uma das cidades mais místicas do Brasil, São Thomé das Letras tem clima serrano, está sobre um grande depósito de quartzito e apresenta uma atmosfera meio hippie. Há diversas cachoeiras nos arredores da cidade. A mais conhecida é a Cachoeira do Vale das Borboletas, situada a 3 km da região central. A principal atração é a Casa da Pirâmide, que oferece um lindo pôr do sol.

Belém - Pará 

Um dos maiores e mais importantes eventos de turismo religioso no Brasil, o Círio de Nazaré é classificado como uma das mais encantadoras procissões católicas. A preparação espiritual dos fiéis é realizada com seriedade e responsabilidade. Normalmente, 2 milhões de romeiros se juntam para uma caminhada de fé pelas ruas da capital em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, a mãe de Jesus.

Aparecida - São Paulo

A Basílica de Nossa Senhora Aparecida é o terceiro maior templo católico do mundo. Anualmente, esse local recebe milhões de turistas e peregrinos. Se você deseja realizar orações, meditar, pagar promessas ou se espiritualizar, esse é um ótimo lugar.  

Caminho de Santiago de Compostela – Espanha 

É dito que o Caminho de Santiago é a peregrinação para quem deseja encontrar a si mesmo. Essa jornada, que começou no século 4, tem como destino a cidade de Santiago de Compostela, na Galícia, Espanha. Neste local, estão os restos mortais de Tiago, um dos doze apóstolos de Cristo. 
Há dois trajetos. O Trajeto “francês” se inicia em Saint Jean Pied de Port e o “português” em Lisboa.  É importante destacar que o percurso não precisa ser feito a pé, entretanto, a meta é caminhar o máximo possível e ir parando nos vilarejos.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia é um dos lugares mais isolados do nosso planeta e possui paisagens de tirar o fôlego. Essa região proporciona uma intensa conexão com a natureza e diversos momentos de autoconhecimento. Além disso, é possível realizar retiro espiritual ou aulas de yoga. Mas as atividades não param por aí, também há a possibilidade de conhecer a cultura Maori dos povos indígenas. 

Kyoto – Japão

Kyoto mistura tecnologia e construções históricas e as obras da parte antiga da cidade são atestadas pela ONU como patrimônio da humanidade. Essa área é cheia de cerejeiras e agrupa mais de 1600 templos budistas e milhares de santuários de oração. O Ryoan-ji é o jardim zen mais popular do Japão e pertence a uma das vertentes do zen budismo conhecida como Rinzai. O Ryoan-ji era propriedade de uma família tradicional do Japão Feudal e foi transformado em templo em 1450. Já o Tofuku-ji é um dos maiores templos da cidade e possui um lindo jardim de pedras.  


Fátima – Portugal

Localizada em uma pequena cidade portuguesa com apenas 12 mil habitantes, Fátima também é um respeitável ponto de peregrinação católica. Após três crianças pastoras dizerem terem visto aparições da Virgem Maria na região em 1917, Fátima se tornou um dos destinos de viagem espiritual. Anualmente, esse local recebe milhões de turistas. 

O destino mais famoso dessa região é o Santuário de Nossa Senhora de Fátima. Todavia, a Basílica da Santíssima Trindade possui em seu interior inúmeras esculturas e obras de arte dedicadas à personalidades marcantes do catolicismo, como o Papa Paulo VI.

Atacama - Chile

Você quer sentir que somos apenas um grão de areia diante do tamanho do Universo? Então, visite o Deserto do Atacama. Esse é um ótimo local para quem pretende reavaliar metas, objetivos de vida e renovar a forma como vive. Esse deserto tem regiões onde não chove há mais de 25 milhões de anos. Sendo assim, o Atacama, além de ser o deserto mais seco do mundo, também é um território desafiador e solitário.

Os dias apresentam paisagens extraordinárias e as noites projetam o céu mais estrelado do mundo. Certamente, essa viagem lhe proporcionará um caminho de autoconhecimento.  O local de partida fica em San Pedro de Atacama. Caso deseje desbravar essa localidade, siga até o Salar de Uyuni, na Bolívia. Lá você encontrará vulcões, salares e lagoas coloridas. 

Havana – Cuba

Você quer aprender uma grande lição? Em tal caso, conheça Cuba. Esse país, localizado no Mar do Caribe, possui uma cultura singular e um mar extremamente azul. E o mais importante, os cubanos nos ensinam que “dinheiro nem sempre vai lhe trazer tudo o que você precisa”.

Distante dos conceitos capitalistas, Havana ainda é o símbolo dos desafios que o regime de Fidel impôs à ilha, porém, os habitantes são muito educados e felizes. E não há violência nesse local. Se você deseja desenvolver o autoconhecimento, em Havana, achará um ambiente no qual poderá refletir sobre seu estilo de vida e, acima de tudo, sobre os seus propósitos. 

Agora que você já conhece os melhores destinos para quem pretende realizar uma viagem de autoconhecimento, que tal preparar as malas para fazer um mergulho em si mesmo? Mas antes de colocar o pé na estrada, compartilhe este conteúdo com os seus amigos e familiares. 


Você deseja conhecer nossos planos? Preencha o formulário abaixo!