CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 4007-2851

8 dicas para lidar com alguém que acabou de perder um ente querido

Confortar alguém querido que acabou de sofrer um perda, é um ato de carinho, empatia e generosidade.

de Amar Assist, 27 JUNHO de 2019

plano funerario familiar

Lidar com alguém que acabou de perder um ente querido, não é um trabalho fácil, afinal, como saber exatamente o que fazer e dizer num momento de dor? Como externar o seu apoio de uma forma que a pessoa se sinta confortável e segura em poder contar com você?  

Cada pessoa passa pelo luto de forma diferente e felizmente existem várias maneiras para apoiar alguém neste momento. 

Abaixo listamos 8 dicas essenciais de como fazer isso!

Tome cuidado com os termos. 

É comum que no dia a dia você utilize involuntariamente o termo “como você está?” ao falar com uma pessoa, ou até mesmo um “você vai se recuperar logo” quando se depara com alguém em um situação difícil. Porém para alguém que acabou de perder um ente querido, isso pode soar como descaso e indiferença. Portanto, tente evitar termos clichês, opte por “sinto muito pela sua perda”, assim você demonstrará empatia e sensibilidade pelo momento. 

Não cobre força nesse momento.

“Ele não queria te ver desse jeito”, “Você deve ser forte”, “A sua família precisa de você, tente ser forte”. Essas são as frases mais utilizadas no momento da perda. Porém, por mais que sejam ditas com as mais boas intenções, podem causar ainda mais dor para o enlutado. Cobrar força da pessoa que acabou de perder alguém querido, é desrespeitar o momento que naturalmente, deverá ser superado. 

Encontre o melhor momento para se aproximar.

Antes de abordar a pessoa, verifique se ela está em uma situação adequada e confortável para poder conversar. Pode ser que naquele momento ela esteja muito fragilizada e prefira ficar sozinha.

Viver o luto faz parte do processo, seja compreensivo:  

Quando o falecido é um companheiro ou um filho, é típico ouvir “Você logo encontrará outra pessoa” ou “você terá um novo filho”, porém, frases desse tipo são muito rudes, afinal, a pessoa acabou de perder alguém muito querido por mais que isso aconteça futuramente, cada pessoa é insubstituível. Portanto, deixe que esse momento seja vivido, mesmo que intensamente, pois assim, ele cessará de forma mais natural brevemente. Respeite esse período

 Seja gentil e ofereça ajuda. 

Normalmente, as pessoas que perdem um ente querido, ficam tão preocupadas com aquela situação e tomadas pela dor, que dificilmente elas irão se lembrar de pedir favores, ainda que sejam extremamentes necessários. Em alguns casos, é comum até que o enlutado se esqueça dos cuidados básico, como comer. Portanto, seja proativo de uma forma gentil, ofereça ajuda, fique com as crianças se necessário, prepare uma refeição, ofereça carona para outros parentes. Algumas atitudes, demonstram segurança e conforto, mais do que qualquer palavra. 

Ofereça seus sentimentos.

Quando souber do falecimento, tente entrar em contato com o conhecido ou amigo, se estiver longe, mande uma mensagem até conseguir ir visitá-lo, é imprescindível que você esteja do lado dele. Neste momento, não é preciso dizer muito “sinto muito pela sua perda” já é o suficiente. Também comprometa-se a entrar em contato com o seu amigo ou conhecido em outro momento, para que ele sinta-se seguro de que você estará por perto caso ele precise. 

 Optar pelo silêncio, não é uma boa opção.  

Quando se há dúvida do que dizer, muitas pessoas optam pelo silêncio. Em todo caso, nenhum palavra dita, será realmente o suficiente para amenizar ou impedir que a pessoa passe por essa dor. Todavia, o simples fato de demonstrar empatia e solidariedade, dizendo poucas palavras de conforto podem acalentar e demonstrar que neste momento, poderão contar com você. 

.Escute.

 No fim das contas, estar por perto é o que importa. 

Pessoas em luto tendem a se isolar e evitam entrar em contato para dizer como se sentem, mas em todo caso, elas querem e precisam ser ouvidas. Disponibilize-se a ouvi-la, escute sem julgamentos, elas precisam compartilhar suas lembranças em voz alta a alguém que esteja interessado em ouvi-las. 

Na dúvida, a melhor coisa a se fazer nessas situações é ser compreensivo e empático. Tente agir com solidariedade, coloque-se no lugar da pessoa e faça o que você queria que fizessem, caso fosse você nesta situação.


Artigos Relacionados