CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 4007-2851

Como superar o medo de morrer?

A melhor forma de encarar o medo da morte é controlar a ansiedade que traz esse sentimento de temor

de Amar Assist, 13 JULHO de 2018

Manter a mente e o foco em coisas boas é uma maneira assertiva para superar o medo de morrer

Aumento dos batimentos cardíacos, aceleração da respiração e contração muscular são alguns dos sintomas ocasionados pelo medo, em algum momento da vida, todos nós somos expostos a situações que noz fazem sentir esse temor.

No entanto, existem pessoas que sentem um medo absurdo da morte, pensam a todo instante como ela chegará, outras se sentem amedrontadas se perguntando se existe vida após a morte ou o que será da sua família após a sua partida desta terra e, assim nutrem o medo do fim, da perda e do desconhecido.

Como superar o medo de morrer

O primeiro passo é entender os motivos que causam o medo de morrer, determinar quando e como ele afeta a sua vida.

Se pergunte: ‘’quando e como eu comecei a ter esse sentimento de medo da morte?’’ comece a escrever o máximo de detalhes que você se lembra do porque começou a pensar na morte, inclusive o que você estava fazendo quando surgiu este tipo de pensamento.


Plano Funerário Familiar

Cuide bem de quem você ama.


Faça anotações quando sentir a ansiedade

Anote alguma ocasião em que você se sentiu afligido pelo medo da morte ou deixou de fazer algo por estar dominado pelo sentimento de ansiedade. Escreva todas as ocasiões, mesmo sem saber se elas estão ou não ligadas a este sentimento.

Faça um parâmetro da ansiedade com o sentimento de medo da morte

Quando finalmente tiver uma lista com todos os momentos em que foi tomado pelo sentimento de ansiedade e medo da morte, você deverá prestar atenção em como lida com cada um deles.

A princípio, pode parecer algo sutil, mas quando se anota todos os momentos em que se é tomado por esses sentimentos, fica mais fácil prestar atenção em quando eles ocorrem e desta forma aprender a lidar com esses sentimentos quando se é afetado.

Deixe de lado o que você não pode controlar

Aprenda a controlar seus pensamentos e tire o foco daquilo que não está ao seu alcance. Por mais assustador que a morte possa parecer, centralizar o pensamento em quando ela vai chegar e a forma como ela vai ocorrer não ajuda em nada a superar esse sentimento de ansiedade.

Cuide bem da sua saúde

Cuidar da saúde é uma forma de manter-se bem. Um exemplo, é muito comum que o medo de morrer seja frequente em pessoas que tem histórico de doenças na família, muitas dessas ligadas ao coração ou histórico de câncer, é comum que essas pessoas sejam tomadas por este sentimento com maior frequência, no entanto, isso é algo imprevisível, não dá para saber se você vai morrer vítima de uma doença ou de um ataque cardíaco.

Ao invés de passar horas se preocupando em como a morte chegará, procure fazer tempo para realizar um exercício físico, fazer uma caminha ou até mesmo parar de fumar.

Estudos mostram que manter uma vida saudável é a maneira mais assertiva para prolongar os dias de vida.

Elimine os pensamentos improdutivos

Tire o foco de qualquer pensamento que te faça pensar demasiadamente em coisas que podem ocorrer no futuro.

Imaginar ou tentar prever o que vai acontecer na sua partida é um típico exemplo de pensamento improdutivo que não o levará a lugar nenhum.

Siga com a sua vida, nem sempre as coisas saem como o planejado e isso é muito natural, sempre que você identificar que está sendo tomado por um pensamento ou sentimento de ansiedade, rebata esses pensamentos com coisas boas.

Uma analogia que se apropria a essa ideia, é o controle remoto de uma televisão, quando você está em um canal e passa algo que não é do seu agrado, a primeira atitude que se tem é de pegar o controle e mudar de canal, o mesmo ocorre com a nossa mente, é você quem dita o que vai ou não permanecer.

Use essa analogia e comece a aplicá-la em seu cotidiano, quando identificar um pensamento improdutível, elimine-o pensando em coisas positivas, duvide de suas dúvidas.

Outro sentimento comum que pode ser resolvido de maneira prática é em relação a família. Muitos se questionam:

‘’Como ficará minha família após a minha morte?’’ ou ‘’Quem cuidará dos meus filhos?’’, a contratação de um plano funerário ou até mesmo um seguro de vida pode ser a solução para eliminar esse tipo de medo.

O Plano Funerário Familiar, é um dos planos de assistência funeral com atendimento nacional que assegura a família um futuro livre de preocupações.

Com pequenas parcelas mensais, toda a família poderá contar com o suporte necessário diante de um acontecimento, como um óbito na família.

O plano inclui um seguro residencial preventivo, além de inúmeros outros benefícios em vida que podem facilitar as coisas para você, além de ser uma forma de resguardar sua família em um dos momentos mais difíceis.

Para obter mais informações sobre o plano e suas vantagens, acesse o site e elimine hoje mesmo o pensamento em relação ao futuro da sua família após a sua morte. 

Elimine o medo de morrer

Pensamentos frequentes sobre o medo de morrer acabam levando a pessoa para um estágio de abalo emocional, podendo destruir o cotidiano de muitas pessoas, seus relacionamentos e a sua vida social.

Para o filósofo Jacques Choron, existem três tipos de medo relacionados a morte:

  • Medo que vem depois da morte (muito ligado a crenças religiosas).
  • Medo do processo da morte (sofrimento, dependência ou se tornar uma pessoa vulnerável).
  • Medo do deixar de ser (é um conflito entre o nada após a morte ou a continuidade após ela).

Ainda segundo o filósofo, o medo é um sentimento natural e indispensável para que sejamos prudentes mediante situações de perigo, no entanto, a partir do momento em que esse sentimento passa a interferir no cotidiano é necessário que medidas sejam tomadas para que a pessoa possa desfrutar de uma vida sem medos e traumas.

De acordo com a psicologia, esse sentimento é natural até certo ponto, no entanto, tem que se observar quando o sentimento de medo passa a ser algo frequente, de forma que interfira no bem-estar e no cotidiano de uma pessoa, fazendo com que sua rotina seja abalada pelo constante medo da morte e do que nos aguarda no futuro.

Se este for o seu caso, está na hora de se auto avaliar e ver se é necessário a ajuda de um especialista, como um psicólogo.  

Viva cada dia da sua vida com intensidade e valorize os bons momentos em família, foque sempre o seu pensamento no que é positivo, e tente não se preocupar com o que irá acontecer amanhã.

Como dito anteriormente, nem sempre as coisas saem como gostaríamos que fossem, mas viver a vida nutrindo o medo do amanhã ou com a ansiedade de como será a sua morte, é bem pior do que morrer, é uma forma de morrer em vida.

 


Artigos Relacionados