CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 4007-2851

5 fases do luto e como superá-las

Conhecer melhor as fases do luto é um passo para superar esse momento

O luto é dividido em 5 fases: Negação, raiva, negociação, depressão e por fim aceitação

 

Diversos são os motivos que levam uma pessoa a entrar em um estado profundo de luto. O significado desta palavra vai muito além da dor em perder alguém que amamos.

O luto pode se refletir na perda de um emprego, no término de um relacionamento, quando não conseguimos algo que almejamos ou na morte de alguém que amamos.

Lidar com o luto é uma maneira difícil e requer tempo e determinação.

Sintomas do luto

  • Crise de ansiedade.
  • Crise de estresse.
  • Reações de depressão.
  • Melancolia.
  • Crises de raiva.
  • Insônia.
  • Choro sem motivo aparente.
  • Desânimo para realizar a rotina do dia a dia.

Especialistas em terapia do luto afirmam que existem 5 fases do luto que devem ser respeitadas.

Para entender como funciona esse período a que somos submetidos, é importante conhecer a fundo cada fase e o que pode ser feito para amenizar este período.

Para a psicóloga do Hospital do Coração de São Paulo, Juliana Batista, o processo do luto tem um início, um meio e um fim.

ELA ALERTA QUE:

Tristeza, culpa, ansiedade e raiva são os sintomas mais comuns que passamos quando ocorre a quebra de um vínculo afetivo, sendo mais forte quando se perde alguém que se ama.

Ela justifica que existem diversas fases do luto e este sentimento pode ser manifesto de várias maneiras.

5 fases do luto

Fases do luto: Negação

A negação é a primeira fase que uma pessoa se submete quando ocorre um óbito na família, ou quando ela passa por um momento traumático de perda.

Nesta fase é comum que muitas pessoas não queiram acreditar que de fato o óbito ou a perca tenham ocorrido, com isso, muitos acabam por se isolar e  preferem não tocar no assunto.

Cada pessoa age de uma maneira diferente, muitos encontram um jeito de não encarar a realidade, chegando ao ponto de a pessoa não querer acreditar que a perda é real.

  • Isso logo vai passar.
  • Estou em um pesadelo, mas logo tudo volta ao normal.
  • Tudo sempre se resolve, isso também vai se resolver.

A negação se torna uma alternativa que a pessoa encontra para ignorar a situação.

Essa fase do luto é muito comum em casos de morte, desemprego ou traição.

Fases do luto: Raiva

A segunda fase do luto é a raiva. Neste momento, a pessoa se dá conta que não adianta mais negar ou deixa a sensação de perda passar despercebida.

É um período em que ela já se convenceu que de fato aquela perda ocorreu, com isso, no lugar da negação, entra o sentimento de raiva.

Raiva pelo momento em que está enfrentando. É natural que nesta fase, a pessoa procure algo, alguém ou a si mesmo para atribuir a culpa do ocorrido.

  • Se eu tivesse feito isso talvez ele não tivesse ido embora.
  • Por que eu não dei mais valor enquanto fulano estava vivo?
  • Com tanta gente ruim nesse mundo, isso foi acontecer logo comigo?

Frases desse tipo costumam ser frequentes quando a pessoa está nesta fase do luto.

É um período quase que inaceitável em que a pessoa enlutada se sente injustiçada, por mais que se tenha amigos ou pessoas próximas que dão todo apoio e incentivo, vivenciar um momento de luto é uma coisa muito pessoal.

Por isso, é importante que as pessoas mais próximas tenham paciência com quem está vivenciando uma fase de luto.

Umas superam mais rápidos, outros demoram. Enquanto para muitos o luto permanece por semanas, para outros pode durar até anos.

Fases do luto: Negociação

Após vivenciar o estágio de raiva e negação, a pessoa enlutada tende e entrar na fase da negociação, período em que ela faz um acordo:

  • Vou ser uma pessoa melhor, vou cumprimentar as pessoas, vou parar de beber.
  • Deus, me dê saúde até que meu filho cresça (muito comum em pessoas que descobrem que estão doentes).
  • Vou mudar meu comportamento e tudo vai se resolver.

Nesta fase a pessoa começa a negociar o que vai fazer para que o luto passe.

Nesse período, grande parte das pessoas se apegam a alguma religião, a fé e faz promessas e votos para Deus.

Quase sempre essa fase de negociação é feita em segredo, entre ela e Deus com o objetivo de que as coisas voltem ao normal.

Fases do luto: Depressão

Neste período, sentimentos como tristeza, vazio, melancolia e isolamento são comuns.

A pessoa percebe que por mais que tenha tentado negociar a perda, ela permanece ali.

Frases como:

  • Eu me odeio.
  • Eu nunca mais vou ser feliz.
  • Esta dor nunca vai passar.

Costumam ser comuns neste período de perda, além de se isolar e cada vez mais se afastar das pessoas. É um momento que deve ser respeitado.

É importante que nesta fase, as pessoas mais próximas observem o comportamento da pessoa enlutada e dê o máximo de atenção possível.

Fases do luto: Aceitação

Esta é considerada a última fase do luto, período em que a pessoa não nega mais os fatos, não sente raiva pelo acontecido ou por não poder ter evitado determinada situação.

A depressão dá lugar a compreensão e o entendimento que, existem coisas na vida que não podem ser evitadas e finalmente chega o momento em que ela aceita e segue com a sua vida.

  • Eu vou me superar, isso não é o fim.
  • Vou aprender com isso e me tonar uma pessoa melhor.
  • Vai dar tudo certo.

São as afirmativas que passam a fazer parte do convívio de uma pessoa que superou a perda de um ente querido.

Neste momento, a pessoa consegue recomeçar a vida. Por mais que a ausência e o espaço do ente querido falecido ou o término de um relacionamento ou a perda de um emprego estejam presentes, ela consegue contornar a situação.

A psicóloga Juliana acrescenta que, uma das piores fases do luto é o primeiro ano após a perda.

Pois será o primeiro ano em que a pessoa enlutada passará os primeiros aniversários e as primeiras datas comemorativas sem a presença da outra.

Por ser o primeiro ano em que a pessoa vai vivenciar momentos importantes sem a outra, essa pode ser a fase mais difícil. Isso não quer dizer que o luto dure um ano, pois varia muito de pessoa para pessoa e grau de proximidade entre elas, relata.

Ela conclui afirmando que ''o luto bem-sucedido e finalizado é quando a pessoa consegue superar a perda e seguir em frente''.

Alternativas para superar o luto

Existem algumas alternativas que podem auxiliar as pessoas a enfrentarem melhor as fases do luto, uma delas é terapia do luto.

Um procedimento que envolve o acompanhamento por psicólogos e psiquiatras e tem como objetivo auxiliar as pessoas que possuem maior dificuldade.

Por meio de acompanhamento frequente, a pessoa enlutada terá o apoio necessário e a orientação para passar por esses momentos delicados.

Outra alternativa, são as instituições não governamentais como o Casulo – Associação Brasileira de Apoio ao Luto.

Fundada em 2011 com sede em São Paulo, a instituição tem por objetivo acompanhar pessoas enlutadas e ajudá-las a passar por cada uma dessas fases.

 



Você deseja conhecer nossos planos? Preencha o formulário abaixo!

DEPOIMENTOS

Nossos clientes falam por nós: somos reconhecidos pela excelência no atendimento e prestação de serviços de forma humanizada.

Ver todos os depoimentos

NOSSOS PARCEIROS

Conheça nossa ampla rede credenciada em todo o Brasil.